Informação falsa: tubarão que atacou Fanning era criado em cativeiro

By | 24/07/2015

Boato – Animal que atacou o Mick Fanning em etapa final do campeonato mundial de surf era criado em cativeiro. Polícia já localizou o dono do tubarão.

Grande parte dos boatos são versões absurdas de uma mesma história. Modos distorcidos de se contar algo que existe ou invenções baseadas em algo da realidade. Nada está a salvo de quem se dedica a criar balelas na internet, acontece com discurso do presidente dos Estados Unidos, continência nos Jogos Pan Americanos, foto da Nasa e muito mais.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Boatos sobre o tubarão que atacou Mike Fanning se espalharam no whatsapp. Em uma versão, tubarão banguela foi a causa do surfista ter saído ileso.

Boatos sobre o tubarão que atacou Mike Fanning se espalharam no whatsapp.

De qualquer forma, parece que essa semana chegamos ao nível máximo de absurdo. Segundo uma história repassada pelo WhatsApp, o tubarão que atacou o surfista Mick Fanning era criado em cativeiro.

Conforme a informação repassada nos celulares, a polícia já teria até encontrado o dono do animal que seria indiciado por tentativa de homicídio. A mensagem repassada resumia o seguinte:

‘Polícia descobre q o tubarão q atacou o surfista Mick Fanning era criado em cativeiro, o dono foi localizado e vai responder pela fuga do animal e por tentativa de homicídio’.

Não, não é à toa que estamos descrevendo essa história no subjuntivo. Diz a gramática portuguesa que esse tempo verbal serve para situações hipotéticas, imaginárias. Pois é exatamente o caso do tubarão ‘domesticado’ – imaginação (bem criativa) de alguém.

A incoerência dessa história é tão grande que poderíamos terminar o texto aqui. Mas, vamos perder alguns minutos destrinchando essa balela. Usando o raciocínio lógico, a pergunta mais básica é: se o tubarão era criado em cativeiro, como é que o bicho fugiu e chegou ao mar?

Quem assistiu Free Willy lembra que a orca criada em um aquário foi levada ao mar pelo amigo Jesse e companhia. Será essa história uma versão louca do filme? Parece que sim.

Ah, e claro que não há registro dessa versão em meio de comunicação nenhum. Nem sinal do tal ‘dono indiciado por tentativa de homicídio’ que, aliás, não tem nome. Falta de informações concretas é coisa de boato.

Para piorar, uma foto montagem de um tubarão (utilizada em várias outras postagens na web) foi repassada na rede social. A imagem do animal banguela satirizava a sorte do surfista australiano de ter saído ileso com o seguinte comentário: ‘Uma foto com detalhes do tubarão que atacou o surfista ontem lá no campeonato de surf. Agora entendi por que o surfista nada sofreu’.

Um biólogo entrevistado pela Rede Globo explicou que o tubarão não feriu Fanning porque era jovem e estava caçando um peixe. A intenção na verdade não era atacar o surfista. Versão bem mais plausível que um tubarão sem dentes, não?

No fim, certeza mesmo é que não houve tubarão em fuga do cativeiro nem dono misterioso preso pela polícia. Se pudéssemos classificar essa história de um modo diferente, ela facilmente entraria no rol das piadas, e das muito mal feitas. Como nosso trabalho é outro, concluímos: boato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *